Eliana Giaretta

Melasma, Conheça as Causas e Dicas de Tratamento

O melasma é caracterizado por manchas em tons mais escuros na pele, principalmente, na superfície do rosto. Apesar de inofensivo a saúde, pode prejudicar a autoestima de homens e mulheres que possuem esta enfermidade.

Causas do Melasma

Diferente de que muitas pessoas pensam, a idade não é a única a causa do melasma podendo aparece em homens e, com maior probabilidade, em mulheres jovens que se expõe demais ao calor ou aos raios ultravioletas. A gestação ou o uso de anticoncepcionais podem também ser causadores de melasma.

Outros fatores que também causam melasma podem gastrite, úlcera, refluxo, distúrbios da tireoide, depressão e estresse excessivo.

Tudo isso, porque a pessoa está com acidez elevada, aí sai no sol, ele queima e mancha! Portanto, em muitos casos, a causa do melasma é a acidez, que pode ser gerada muitas vezes, por estresse!

Segundo Dr. Alexandre Lima existem três tipos de melasma:

  • Melasma Epidérmico: tipo de mancha mais suave na primeira camada da pele.
  • Melasma Dérmico: manchas que ocorrem próximas aos vasos superficiais e profundos da pele.
  • Melasma Misto: manchas que se espalham em todas as camadas da pele. Podendo ser mais concentrado em um ou em outro.

Tratamento do Melasma

[adinserter block=”3″]

O melasma é uma condição que infelizmente não tem cura, porém, através de procedimentos especializados como laser de baixa frequência e pellings é possível clarear as manchas.

Os tratamentos de melasma citados acima possuem dois benefícios para o paciente, são seguros, não há risco de piora no quadro, e os resultados são visíveis logo no primeiro mês.

Em geral, é possível precaver e evitar o agravamento do quadro de maneira simples e caseira.

Siga estas dicas abaixo para evitar que o melasma apareça.

  1. Evite ficar por tempo prolongado em lugares com calor excessivo. Além da exposição aos raios UV, o melasma também pode ocorrer caso você se exponha a altas temperaturas, mesmo na sombra.

  2. Invista em um protetor solar com FPS acima de 50 e amplo espectro, ou seja, que proteja contra os raios UVA e UVB. Existem tembém produtos que diminuem os danos causados pelos raios infravermelhos.
  3. Opte por um filtro solar com cor de base. Os pigmentos funcionam como uma barreira física e aumentam a proteção. Reaplique o cosmético religiosamente a cada duas horas.
  4. Quando possível, utilize chapéu de tecido que tenha na trama óxido de titânio, um tipo de filtro solar, e com aba larga, de no mínimo 8 centímetros.

  5. Ingira pílulas antioxidantes como as cápsulas de Polypodium Leucotomos, até quatro por dia. Elas podem minimizar a ação dos radicais livres em seu organismo.
  6. Mantenha o tratamento homecare clareador com ativos despigmentantes liberados para o sol. Medicamentos prescritos com vitamina C, ácido elágico, ácido kójico e arbutin são excelentes opções.

  7. Aplique o homecare a noite antes de dormir.

Seguindo estas dicas você evitará a possibilidade de desenvolver, ou piorar, o melasma, além de ter uma pele mais saudável e bonita.

bethinha-2

Matéria Elizabeth Mesquita

Esteticista e Micropigmentadora. Especializada em Micropigmentação Estética Paramédica e Professora na Academia Brasileira de Micropigmentação Eliana Giaretta.

Eliana Giaretta

Sócia proprietária da Academia Brasileira de Micropigmentação, escola com metodologia de ensino Européia para formação de técnicos com excelência em micropigmentação. Representante comercial da Electrik Ink e desenvolvedora das cores para a marca e autora do livro "Dermopigmentação - Arte e Responsabilidade"
error: