Como o Sistema Imunológico Reage ao Pigmento?

Como age o Sistema Imunológico diante do pigmento de tatuagem?

Essa é uma pergunta muito comum entre Micropigmentadores, e para entender como o corpo reage à tatuagem é necessário saber como funciona o processo cicatrizante do corpo.

Todo o processo começa quando agredimos a pele invadindo-a com a agulha, este é o primeiro sinal dado ao corpo para que ele comece a reagir e a ativar todo o complexo mecanismo de cicatrização.

Em seguida, injetamos uma grande quantidade de tinta, uma substância estranha para o nosso organismo. Por ser um corpo estranho, esta substância tende a ativar o sistema imunológico que irá reagir até expulsá-la e aí surgem os sintomas que todos conhecemos bem: dor, ardor e rubor.

Estes sintomas são causados devido a inflamação ou infecção da região. Mas não pense que estas sensações de dor, sensibilidade, vermelhidão e calor da pele são ruins, pelo contrário, são causadas pelos macrófagos, glóbulos brancos, que estão fagocitando para expulsar o pigmento do corpo.

Mas por que a tinta não sai?

Todo mundo teve no colégio aquele amigo que na 5ª série já tinha o tamanho do professor, pois bem, as partículas do pigmento que implantamos é como esse amigo do colégio, bem maior que os outros alunos, as células brancas neste caso. Essas partículas são tão grandes comparadas aos macrófagos que estes não possuem força o suficiente para expeli-las.

Se não é possível quebrá-lo e expulsá-lo, o sistema imunológico muda de estratégia criando uma cápsula protetora em volta do pigmento e isolando-o e então, após esse processo, os sintomas de dor, calor e rubor desaparecem.

Esse processo pode demorar até 15 dias para ser completado.

Conheça o Livro

E por que o sistema imunológico não continua a tentar remover esses pigmentos?

Pigmentos orgânicos, que são os mais comuns em tatuagem e micropigmentação, é biocompatível, ou seja, não faz mal para o nosso corpo. Em vez do corpo gastar um monte de energia para tentar remover a tinta, ele encapsula o pigmento para isolá-lo do resto do organismo. Imagine que você encontre uma mancha embaixo do tapete e que para remover a mancha vai ter que esfregar durante horas, mas com o tapete ali ela não te incomoda, é mais ou menos assim com nossos sistema imunológico, ele sabe que o pigmento está ali, mas como não oferece perigo ele prioriza outras funções.

Já o pigmento inorgânico, por não ser compatível com o corpo humano, sofre a tentativa de expulsão pelo organismo de maneira permanente.

 

Espero que tenha sido clara :)

Continue acompanhando nosso blog e até mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?>