Eliana Giaretta

[Infográfico] O Guia Completo da Ficha de Anamnese de Micropigmentação

Quando pensamos que a pele é um órgão extremamente sensorial com inúmeros receptores nervosos que detectam os mais variados estímulos e exerce uma quantidade enorme de tarefas sendo imprescindíveis para nossa sobrevivência, fica claro quão delicado é a micropigmentação.

Porém, alguns profissionais ignoram estas informações e eliminam as perguntas essenciais e realizam o procedimento de maneira irracional e intuitiva.

Logo, a ficha de anamnese, documento usado para diagnosticar situações que possam impedir o procedimento e arquivar o estado clínico do cliente, é um dos assuntos polêmicos entre os grupos de micropigmentadores.

Por isto, criamos um infográfico prático para explicar a final qual a real importância da ficha de anamnese para micropigmentação no seu negócio.

BÔNUS: Leia até o final para fazer download da nossa ficha de anamnese ;)

[adinserter block=”1″]

Caso prefira, leia abaixo a versão em texto.

O Guia Completo da Ficha de Anamnese de Micropigmentação

CADASTRO CLIENTE – O cadastro do cliente é a primeira coisa a ser preenchida corretamente na ficha de anamnese de micropigmentação.

Solicite um documento com foto e copie os dados, pois, além de identificar com clareza quem é o seu cliente, servirá de respaldo jurídico.

DOENÇAS – Identificar qual é o estado clínico do seu cliente é a alma da ficha de anamnese de micropigmentação.

Para facilitar, enquadramos cada doença nos seguintes tópicos:

  • Recomenda-se Não Fazer o Procedimento
    • Grávidas ou Lactantes
    • Hemofílicos
    • Depressivos
  • Com Autorização Médica
    • Cirurgia nas pálpebras
    • Prótese Facial
    • Hanseníase
    • Quelóides
    • Câncer
    • Diabetes
    • Hepatite
    • Herpes
    • HIV+
    • Alergia Aguda ou Crônica
    • Doença de Pele Aguda ou Crônica
    • Glaucoma
    • Doenças Cardíacas

Caso a cliente tenha alergia aguda ou crônica deve-se fazer o teste de alergia, pigmentando uma minúscula área atrás da orelha e observando a possível reação durante uma semana.

ATENÇÃO! – AAlguns clientes tomam vasos dilatadores, estes medicamentos expandem os vasos alterando a pressão sanguínea, podendo causar sangramento pronunciado durante o procedimento.

PRODUTOS UTILIZADOS – Para garantir que o pigmento que você utiliza está dentro do prazo de validade, a Agência Nacional de Vigilancia Sanitária (ANVISA) exige que você coloque as seguintes informações do produto na ficha de seu cliente:

  • Pigmento cor
  • Fabricante
  • Data de fabricação
  • Data de abertura do frasco
  • Nome do profissional que realizou o procedimento
  • Nº do lote
  • Nº do registro na anvisa
  • Data de validade

Para finalizar e validar a ficha de anamnese de micropigmentação, o cliente deve assinar igual ao documento com foto que foi apresentado no início.

Caso o procedimento seja feito em um menor de idade, o “Termo de Consentimento Livre e Esclarecido” também deve ser preenchido em duas cópias, uma para anexar a ficha de anamnese e outra para ser entregue ao responsável legal.

Uma cópia do documento de ambos deve ser anexada a ficha.

Seguindo estas orientações você não terá problemas com o seu cliente e ainda estará respaldada legalmente em caso de qualquer eventualidade.

Eliana Giaretta

Sócia proprietária da Academia Brasileira de Micropigmentação, escola com metodologia de ensino Européia para formação de técnicos com excelência em micropigmentação. Representante comercial da Electrik Ink e desenvolvedora das cores para a marca e autora do livro "Dermopigmentação - Arte e Responsabilidade"
error: